segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Maratona, a prova mais justa de todas

A Maratona é, na minha opinião, a prova mais justa de todas as provas. Só se corre aquilo que se treinou e todos os erros se pagam caros.

Ontem, em Sevilha, sabia que não me podia esticar no andamento, pois isso significaria ter uma factura pesada para pagar nos últimos qilómetros. Mesmo assim, apanhei o grupo perfeito, logo nos quilómetros iniciais. Numeroso e com andamento regular. Apenas um defeito: os 3'45"/Km eram demasiado rápidos para o que eu tinha em mente.

A dúvida assaltou-me! Manter-me no grupo, no qual até seguia confortável ou, por outro lado, reduzir o ritmo para os 3'55"/Km que havia definido como o meu Marathon Pace? Decidi então seguir com o grupo até à meia-maratona, para então reduzir o andamento, tentando não fazer grandes estragos. E assim foi.

Segui com o grupo até perto dos 19Km e depois abrandei um pouco. Nessa altura passei por algumas dificuldades. Perdi dois grupos que me passaram e vi a coisa mal parada! Até que, perto do Km 26 surgiu um novo grupo e, aí sim, lá me colei neles, retomando o ritmo pretendido.

O grupo ia perdendo alguns elementos, mas eu mantive-me até ao último quilómetro, só descolando um pouco à chegada ao estádio. Registo final de 2h47'03", 160º da geral, 7º do escalão (com o tempo do ano passado teria repetido o 3º lugar no escalão de então)

Em suma, completei a minha 9ª Maratona, num tempo que considero interessante, considerando os condicionalismos que me afectaram as duas semanas de preparação com maior volume. Tenho assim 1 maratona corrida abaixo das 2h40' (Londres), 4 abaixo das 2h45' (Lisboa, Sevilha, Paris, Barcelona), 1 abaixo das 2h50' (Sevilha), 2 abaixo das 2h55' (Roma, Hamburgo) e 1 abaixo das 3h00' (Sevilha).

Esta foi a minha terceira participação nesta prova, este ano estrear um novo traçado. Mais sinuoso, é um facto, mas a visitar os "casco viejo" da cidade com passagem pela Catedral de Sevilha, pelo Parque Maria Luísa e pelo belo edifício da Plaza de España  erigido neste local.

Agora, o foco está no IronMan. Será a 5 de Outubro, também na Andaluzia, que tentarei levar de vencidos 3,8 Km a nadar, 180Km de bicicleta e 42,195Km correr. sim, para quem não sabe, é mesmo tudo de seguida...

A imagem ilustra o registo do meu Garmin CorriendoVoy.com | Videos de Maratón de Sevilla [Sevilla]

4 comentários:

Vitor Oliveira disse...

Grande tempo, parabéns!

Um abraço

Buli disse...

Parabéns, Fernando!! Excelente tempo, dado o taper forçado prolongado!!

Boas celebrações, descanso... e começo de foco na nova maluquice!

Quem me dera fazer o mesmo tempo em Roma daqui a 3 semanas!

Não faço ideia qual deva ser o meu "marathon pace"... O clima quente e húmido dos treinos confunde-me... Ontem meti uma corrida de 15km no meio do treino de 33km e andei a 4'10"/km quando pensava que nesta altura deveria andar nas calmas a 4'/km ou mais rápido. Também foi a minha semana mais pesada de sempre (140km) e as pernas não estavam propriamente frescas...

Espero que o fresco de Roma ajude a andar mais rápido e que os músculos não estranhem!

Entretanto dei ontem uma pancada com o dedo grande do pé esquerdo que está agora um pouco azulado... espero que nada de grave!

Abraço! Obrigado pelos treinos! Há muito tempo que não curtia tanto correr! E nunca corri tanto!


Rafael Pina Pereira disse...

Excelente prova !!! Ainda estou perseguindo uma maratona sub3, mas depois que comecei com o Ironman só corri mais uma, Curitiba.

Parabéns !

Hugo Gomes disse...

Boas Carmo!
Mesmo sem os constrangimentos que tiveste este tempo era interessante.
Parabéns!
Venha de lá o triatlo. :)
Um abraço!