segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Tentativa de assassinato na Almirante Reis

Podia ser um bom título para um policial, agora que voltaram às páginas dos jornais as histórias de serial killers estripadores e prostitutas. Mas não, este post é, tão só, sobre a Maratona de Lisboa que no passado Domingo decorreu em Lisboa.

Eu sei que o Estádio 1º de Maio fica numa zona alta da cidade e, consequentemente, para o alcançar será necessário subir. Contudo, não é de todo simpática aquela subida de 5 km no final de uma meia Maratona. E, pior um pouco, se for no final da Maratona, como foi para alguns. Mas pronto, lá se fez.

Saí apostado para uma marca na casa da 1h19'/20'. Depois de 7 Km de aquecimento arranquei nuns confortáveis 3'45"/Km. O ritmo foi possível até cerca doKm 12, altura onde decaiu ligeiramente, para perto dos 3'50"/Km. Chegado ao Terreiro do Paço, foi quase sempre a trepar até Alvalade, com o passo acima dos 4', chegando mesmo aos 4'28".

Contudo, acabo por fazer um balanço positivo do meu desempenho, especialmente pelas boas sensações iniciais, numa semana em que o volume superou os 100Km de corrida, incluindo séries de limiar anaeróbio, rampas, bi-diário, um treino um pouco mais longo, e 7Km de corrida a antecederem a prova.

Balanço final: 1h23'17", 17º classificado (5º no escalão) entre 1515 atletas.

A foto é da Rita Ramos (sempre a Rita... :-) e a satisfação patente no meu rosto resulta do facto da subida da Almirante Reis ter, finalmente, terminado!

3 comentários:

Carlos Alexandre disse...

Boas... belo tempo, apesar da quebra

Pedro Ferreira disse...

Aquela subida parecia a Senhora da Graça! E depois de 37km...

Anónimo disse...

Bom tempo! O título do post chamou-me a atenção e mesmo não nos conhecendo não posso deixar de aqui dizer o quanto concordo com eles (o título e o post). Voltei a fazer a maratona de lx - que não fazia há 11 anos - e de todas as coisas que mudaram entretanto, a famigerada subidinha da almirante reis é decididamente a pior!! Não tanto por ser a subir (enfim, se fosse a descer, melhor...), mas por ser aos 35 km, por ter aquele piso miserável logo desde o martim moniz e por ser das avenidas mais cinzentas e deprimentes de Lisboa... Para uma prova que encontrei, 11 anos depois, bem mais internacionalizada em matéria de participações, o percurso desperdiça boas oportunidades de mostrar o lado mais risonho de lisboa. Turismo à parte, o dia esteve genial para a "prática da modalidade" e a prova foi muito divertida, apesar da almirante reis... continuação de bons treinos. Elsa Dias