segunda-feira, 13 de novembro de 2006

Nazaré e o trambolhão!!!



Trambolhão... do meu record à Meia-Maratona!

Depois do desempenho que tinha efectuado nas séries de potência aeróbia, na passada quinta-feira, sabia que estava com um bom andamento. Restava saber se estaria suficientemente folgado para que a performance fosse a que ambicionava: 1h15!

Tinha desde logo assegurada a companhia do Rui Campos (ainda em recuperação da Maratona de Chicago) e do Paulo Lamego (ainda em recuperação do Raid de Torres Vedras). Ambos asseguravam ir correr para 3'35/Km o que seria uma ajuda importante para todos.

Não consegui aquecer mais de 10' pelo que os quilómetros iniciais não se afiguraram fáceis. Só por volta do Km5 me comecei a soltar e a entrar no ritmo pretendido, sempre na companhia do Rui Campos. O Paulo Lamego já tinha cavado cerca de 50m de vantagem para nós; seguia à nossa frente, mas sempre em linha de vista.

O "steady-state" chegava finalmente! O Rui Campos e eu lá chegámos ao grupo do Lamego onde passámos sem demoras e sem levar companhia. Sentia-me forte e consistente e por isso acabei por deixar o grupo para trás passando aos 10Kms abaixo dos 35'50". Brutal - pensei! Ainda há pouco tempo na Corrida do Tejo havia fixado a minha melhor marca nos 10Kms em 35'53" e agora passava numa meia abaixo desse tempo! Questionei-me sobre se iria aguentar mas, rapidamente, as memórias dos treinos longos fizeram-me acreditar que sim! E lá continuei, ganhando lugares na geral até ao Km15 onde apanhei aquele que seria o meu grande adversário até ao final.

No abastecimento dos 15Kms perdi cerca de 10m para este atleta. Contudo, acabei por recuperar lentamente, vindo mesmo a ampliar a vantagem que entretanto ganhei. Julgava ter deixado mais um para trás. Mas não. Eis que à chegada à Nazaré o meu "irritante" adversário estava de novo colado e passava de novo para a frente. E lá fomos, ombro a ombro, durante os 3 últimos qilómetros, percorrendo a longa marginal da Nazaré. Depois de me questionar sobre como terminar a prova, decidi ficar na expectativa até aos últimos 50m. Aí sprintei e não obtive qualquer reacção do meu contendor directo, garantindo a 43ª posição com um novo PB de 1h15'13". Ou seja, pulverizei em exactamente 2'30" o meu anterior record pessol na distância, obtido há algumas semanas atrás, na Moita!

Em cerca de um ano melhorei a marca na Meia em cerca de 7'. Este resultado deve-se ao empenho e rigor que tenho colocado na preparação mas, sobretudo, à ajuda técnica do Sérgio Santos e à forma como se dedica ao seu trabalho! Obrigado!

Agora... a próxima competição é A Competição: Maratona de Lisboa, a 03 de Dezembro!

2 comentários:

carlos lopes disse...

Parabéns pelo esforço. Dedicação e força de vontade, a melhor arma para fazer um bom atleta. Não serei a pessoa mais indicada para dizer tais palavras, ma é com esse lema que neste momento faço os meus treinos como as corridas. Ando nesta vida de atleta a pouco mais de 2 meses, e os resultados estão aparecer 1:27:47 na minha primeira meia maratona (Mirandela). No caso da prova da Nazaré fiz mais 1m. Um pouco devido a uma lesão (esforço a mais). Os meus parabéns pelo seu resultado, quem sabe daqui a 10 anos estar com esse tempo. Comprimentos desportivos.

Nota: posso adicionar o seu Blog no meu??

Anónimo disse...

pois é a ressaca do raid não permitiu a desforra.
Mas, aguarda que ela não demora.....nem que seja no tempo.

boa sorte pra lisboa

um abraço
lamego