segunda-feira, 11 de julho de 2011

DNF [NOT]


Desde que, no ano passado, competi no Triatlo de Vila Viçosa esta é uma das minhas provas de eleição. Natação em barragem, enquadrada pela magnífica povoação de Terena, um ciclismo selectivo e sem roda e uma corrida dura.

Apesar de lesionado há 3 semanas e sem treinar desde então, tentei, contra toda a razoabilidade, encontrar formas de estar presente. Tal passou por ligaduras funcionais e anti-inflamatórios... Sabia que estaria longe de poder andar ao nível que pretendia, mas estaria lá e poderia dar o meu contributo à equipa.

Arranquei tranquilo na natação, tentando evitar o surgimento das dores na região dorsal. Consegui. Mas o andamento era pior que o habitual, o que não era estranho após 3 semanas sem ir à água. Lá concluí, no minuto 31, o que de facto é um registo sofrível. No ciclismo estava mais confiante. Pelo menos tinha conseguido fazer uns quantos treinos de spinning e era o segmento onde a lesão era menos incómoda. Andei bem, ainda que não tão bem com no ano passado. Fiz média de 32Km/h num percurso bastante exigente e registei o 21º tempo dia.

Chegado à corrida, juntamente com os meus colegas de equipa Lamego e Pedro Machado, é que as coisas se complicaram. Fiquei de imediato para trás. Parado! Pensei logo em desistir, mas lá iniciei a corrida de forma lenta. Decidi que correria até ao retorno, junto à meta e que abandonaria aí.

E lá fui, em ritmo de trote, até chegar ao retorno onde abandonei a prova. Fui logo confrontado com umas "bocas" do Presidente da Federação, José Luís Ferreira e de outros amigos. Não escondo que essas bocas, o pensar na classificação da equipa e o imaginar a folha de tempos com DNF - o acrónimo de "Did not Finished", à frente do meu nome, me espicaçaram o orgulho. E assim, num ímpeto, lá cerrei os dentes e segui, minimizando os estragos e as dores.

Lá acabei por fazer os 10Km num modesto tempo de 48'. Contudo, o bom desempenho no segmento de ciclismo permitiu que fechasse a equipa, e que o fizéssemos à frente dos mais directos adversários. Registo final de 2h33'35", 56º da geral e 6º dos Veteranos 1, ao que me recordo, o meu pior tempo de sempre na distância olímpica.

Agora é tempo de descansar e curar as maleitas, para que em breve possa começar a preparar a segunda parte da época.

A foto é do Carlos Maia

4 comentários:

david caldeirao disse...

as melhoras!!!
é nestes dias que se vê a diferença entre os Homens e os Meninos :-)
agora "férias" e vem até ao Algarve passar a "vergonha" de seres o ultimo da familia todos os f/s.... ;-)
forte abraço,

Fernando Carmo disse...

:-) Obrigado!

Irei sim até ao Algarve, mas este ano um pouco mais para o meio do mês. Quanto a ser o último da família é normal... E a diferença para os restantes membros é cada vez maior... Tenho mesmo de me começara dedicar à longa distância, para atenuar o peso da natação! :-D

Paulo Renato Santos disse...

Assim pelo menos acabei logo a seguir a ti LOL
Agora a sério, trata dessa lesão e volta em forma.
Um abraço

João Correia disse...

Grande espírito de sacrifício, é o que é. O tempo...mau para ti, excelente para muitos outros, ode me incluiria, certamente. :))

As melhoras, FC.