quinta-feira, 27 de novembro de 2008

O tempo das águias. Os pardalitos já foram.



Continuamos na senda das aves raras! Ou seja, para quê treinar com pardalitos se as águias querem a nossa companhia?


Hoje em Madrid fiz dois treinos. Um, ainda de noite, pelas 6h45 da manhã, com o Sérgio e o David. O outro, ainda há pouco. Ora é deste último que há história.


Ia a sair do hotel com o David e somos abordados pelo neozelandês Kris Gemmell. Para quem não conhece, é um dos rapazes que alinhou nos Jogos de Pequim e que, de quando em vez, ganha uma Taça do Mundo. Perguntou se podia ir connosco e se esperávamos 3 minutos para ir vestir umas calças, já que estava muito frio. Anuímos ao pedido. Somos atletas consagrados, mas não é por isso que não corríamos lá com o rapaz. :-D


Fomos até à Casa de Campo, um gigantesco parque urbano, no qual se organiza a Taça do Mundo de Madrid. Nestes dias, a actividade é outra, já que está pejado de prostitutas! Contudo, prostitutas com queda para o desporto, já que três delas matavam o tempo morto jogando futebol... Enfim, sinais dos tempos!


De qualquer forma, fica mais um registo desta fantástica modalidade que é o Triatlo. Em que outro desporto uma das principais figuras do pelotão mundial desafia dois tugas meio coxos para ir fazer um trote?

3 comentários:

vicvfx disse...

Sempre em alta os tugas...Boa malha o Kris...Saudações

tudo_nice disse...

Se fosse comigo, o homem nem ia ao quarto trocar de calças, só para não perder a oportunidade...

... e quanto às prostitutas, também elas rapidamente trocariam as bolas de jogo...

BUAAAIIII

João Meixedo disse...

ele é que teve o privilégio de ter a companhia de dois portugueses